porra, mamãe

25.2.08


quando foi mesmo que o josé wilker deixou de ser o bagaceira canastrão de bonitinha mas ordinária e virou referência em cinema no país, hein?
confesso: não vi quase nada dos filmes que concorreram ao oscar ontem de noite, com exceção de Piaf, que levou a estatueta de melhor atriz - a moça que não me ocorre o nome agora estava realmente ótima.
mas assisto à transmissão da globo só para me divertir com a arrogância do josé-estive-em-nova-iorque-mas-não-consegui-ver-nenhum-documentário-wilker - que um dia foi do rubens ewald filho, outro loser de carteirinha - e com a irritante tradutora - dou a mão à palmatória: a de ontem é bem melhor que a que morreu. só se salva a maria beltrão, que é uma simpatia e erra gostouso.

4 comentários:

Larissa disse...

Decotada, Maria Beltrão chama Jennifer Garner de Hilary Swank.

Anna Martha disse...

Ele realmente deixa tudo mais especial. Uiuiuiuiui, filme legal é filme cabeça.

muzell disse...

Voto num Oscar pra Marjorie Estiano.

Maria Paula Letti disse...

que nojo essa foto!