notas comezinhas

22.11.09

entrei no blogger, saí, entrei de novo, saí e eis-me aqui numa (provável) infrutífera tentativa de voltar a escrever com alguma regularidade.


tenho muitos assuntos comezinhos pra falar (afinal, é disso que trata esse blog e, em última instância, a vida toda), como a oficina que consertou meu carro mas não testou os pisca-piscas. isso já faz três ou quatro semanas e ainda não tive a paciência necessária pra voltar lá e forçá-los a consertar. portanto, faça chuva ou faça sol, tiro o braço para fora da janela toda vez que quero dobrar ou trocar de pista. por um bom tempo, só conseguia virar à esquerda, porque achava extremamente complexo colocar o braço pra fora pela janela direita na tentativa de sinalizar. até que o tião me ensinou como faz: basta formar um pescoço de cisne com o braço direito e apontar para cima do teto do carro. eu nunca vi alguém utilizar essa sinalização, mas o mais surpreendente é que todo mundo parece entender do que se trata.

outra possibilidade pode ser falar da minha atual intolerância ao álcool, depois de metade da vida bebendo regularmente ao menos aos fins de semana. em vez de uma porção de amendoins, o que acompanha qualquer copo de cerveja que eu beba é dor de cabeça e azia mortais. lado bom: é muito econômico sair e tomar refri ou água. o lado ruim é que perde 75% da graça do bar. ainda estou planejando o que fazer.

começo a pensar que a minha incapacidade de escrever, a demora em mandar consertar o carro e a enrolação em verificar do que se trata meu problema com a bebida são fatos interligados demais.... melhor escrever mais sobre isso em uma outra hora.

2 comentários:

Rodrigo Muzell disse...

deve estar sendo lindo viver de braço pra fora nessa chuvarada

Emiliano disse...

Conserte. A gente se preocupa. Abraço, turma de 2001.