informação nunca é demais

4.6.09

a cada seis meses, mais ou menos, escrevo nesse blog que achava que tinha visto de tudo. mas a vida, essa brincalhona, volta a me surpreender intermitentemente.

ontem, menstruada, já estava sentada no vaso sanitário do banheiro da firma quando me dou conta que o tampax em uso estava cheio e que tinha esquecido o novo dentro da bolsa. por sorte, com o celular no bolso, liguei pra uma colega e pedi que ela mui gentilmente me alcançasse o dito-cujo.

enquanto esperava, pensava sobre o descarte deste tipo de, ahn, coisa. as fraldas descartáveis são um problemão ambiental, donde, caso eu venha a ter filhos, eles terão de usar fraldinhas de pano. isso já está decidido, agora só preciso achar quem as lave.

porém, para a menstruação, não há alternativas, pensei. tanto os absorventes externos quanto os internos são descartáveis e não recicláveis (graças ao bom deus). não há possibilidade de usar uma fralda que fizesse as vezes de MODESS, já que o capô de fusca ficaria gritante.

eis que hoje, no twitter, alguém posta esta dica. agora, tudo está resolvido. pelo menos, no que tange ao meio ambiente. agora, só falta alguém inventar um jeito delicado e discreto de LAVAR ESSA PORRA.

2 comentários:

Joelma disse...

jesus! é como eu sempre digo: a gente vê tudo e não morre.
mas a gente não pode esquecer que nossas mães começaram a puberdade usando os tais "paninhos" - a minha, pelo menos, usou, e adora me lembrar disso - que nada mais eram que panos atoalhados, lavados depois do uso e re-usados a vida toda. Até que a indústria inventou o Modess, que não tinha ainda as tiras adesivas, nem malha seca, nem essa porra tecnológica inútil toda.
Mas, ok, eu não sou tão eco-radical assim. acho que vou continuar poluindo o meio ambiente com meu sangue mensal.

caren disse...

Blaagg!... O mais incrível são as dicas. Só faltou dizerem "não usar o copo para bebericar em happy hours ou assemelhados".